segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

SÉRIE PRETTY STOLEN DOLLS

   livro 1- Pretty stolen dolls

Esse livro é dark. Se você não consegue lidar com leitura de cenas de estupro, tortura física e psicológica, pedofilia, assassinato, etc, esse livro não é para você.

SINOPSE: Benny ama suas lindas pequenas bonecas consideravelmente.
Enquanto elas fazem exatamente como ele manda.
Ele as mantém perfeitas, escovando seus cabelos e dando vestidos bonitos para vestir.
Ele gosta de brincar com elas até tarde da noite.
Uma é tão tímida mas a outra gosta de brigar.
Quando a boneca favorita dele foge... apesar da outra boneca prometer ficar, seu coração se quebra e ele não pode deixar de chorar.
Ele quer que ela volte para casa ou sua linda bonequinha vai morrer.
Alguma vez você já teve que tomar uma decisão que te assombra todos os dias para o resto de sua vida... a vida que você roubou?
Eu sim.
Fugi para sobreviver, pedras e galhos cortam a sola dos meus pés, meus pulmões queimam e gritam para ter um descanso, cada músculo está tenso e lutando junto comigo para sobreviver.
Eu fugi.
Eu corri, corri, corri - de Benny e seu cativeiro, das suas lindas pequenas bonecas - até que eu não conseguia lembrar onde encontrá-los novamente.
Eu sinto muito.

   livro 2- Pretty lost dolls

Benny tinha uma boneca que estava doente, doente, doente.
Assim como ele, sua boneca precisava de escuridão como uma correção, correção, correção.
Então eles atormentaram, caçaram e fizeram travessuras, travessuras, travessuras.
Juntos seus pecados formaram uma mistura letal, letal, letal.

Até que Benny perdeu sua boneca que estava perdida, perdida, perdida.
Ele precisava encontrá-la e amá-la a qualquer custo, custo, custo.
Não querendo que ele e sua boneca ficassem sozinhos, sozinhos, sozinhos.
Ele fez planos para trazer sua bonequinha suja pra casa, casa, casa.

Alguma vez você já tocou a alma de outro com a sua própria essência, os afastou para que eles se separassem de você?
Eu sim.
Finalmente, comecei a viver, sentir e me apaixonei entre todo o caos que me rodeia.
Baixando minha guarda e deixando outro entrar em meu coração.
Eu deixei minha alma aberta.
Eu deixei meu coração aberto.
Deixei a porta aberta.
E ele me roubou.
Dillon... Desculpe.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTEM FRIENDS



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Seja Bem Vind@.
{Cena do filme Conquista Sangrenta, com Rutger Hauer e Jennifer J. Leigh}