segunda-feira, 14 de novembro de 2016

MC SINNERS NEXT GENERATION

   1 - Pandemonium

Eu sou a boa garota, aquela que não faz nada errado.
Sendo filha de um feroz e forte presidente de um clube de motoqueiros, eu sei o que é proteção.
Até que uma noite muda tudo – e nem uma única pessoa no mundo pode me proteger disso, nem mesmo meu pai.
Sufocada. Sozinha. Desesperada.
Eu deixo meus problemas tomarem conta de mim profundamente, até que não há mais lugar para fugir.
Eu preciso de uma escapatória. Qualquer coisa que faça a dor ir embora.
Os problemas vêm até mim, e eu não luto contra eles.
Eu tentei tanto acreditar no que eu era, mas ninguém entendia.
Não até ele. Não até Lucas.
Ele me vê. Ele acredita em mim.
Ele se recusa a me soltar.
Ele é o meu caminho para fora. A minha escapatória.
Mas Lucas é proibido. Ele é um policial. Eu estou em perigo. E meu pai está tentando proteger o que não pode ser protegido.
Só pode haver um resultado.
Pandemônio.

   2 - Drifter


Dizem que os opostos se atraem. No meu mundo, isso não é algo bom.
Eu fiz tudo que podia para escapar das garras do clube em que fui criada assim que fiz vinte e um anos.
Não se tratava de medo ou traição, ou até mesmo falta de amor. Eu só precisava da minha própria vida.
Eu tinha que saber como era me virar sozinha sem toda aquela proteção.
Então eu encontrei Diesel. Misterioso, escuro, com olhos que gritavam para ser compreendido.
No segundo que o conheci, sabia que precisava fazer parte da sua vida.
Há apenas um problema – ele é membro de outro clube de motoqueiros. Duas coisas que jamais poderiam combinar. E ainda assim, eu não consigo ficar longe.
Não importa o quanto ele me empurre. Eu posso ver além da sua máscara.
Eu preciso saber quem ele é e vou passar por qualquer obstáculo para estar na sua vida.
Uma amizade nasceu, seguida por um amor épico.
Nossa relação é proibida.
Mas eu vou fazer qualquer coisa para estar na sua vida.
Qualquer coisa.

   3 - Manacle

Ele me ama há mais tempo. Parecia que estávamos destinados a ficar juntos, parecia que as estrelas estavam alinhadas. Então crescemos e a vida interferiu.

Ele caminhava para se tornar o presidente do Clube MC em que fomos criados. E não quero fazer parte disso. Quero ser livre, viajar o mundo e experimentar uma vida sem violência. Ele não está disposto a abrir mão do clube. Eu não estou disposta a ser uma old lady.


Mas abrir mão dele é como perder uma parte de mim mesma. Amar não é fácil. A vida com certeza nunca é. As algemas que ele prendeu em mim vão me segurar junto a ele. Não importa o quanto eu tente correr.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTEM FRIENDS

Seja Bem Vind@.
{Cena do filme Conquista Sangrenta, com Rutger Hauer e Jennifer J. Leigh}