quinta-feira, 22 de junho de 2017

COVENANT

   0,5 - Daimon


Durante três anos, Alexandria viveu entre os mortais - fingindo ser como eles e tentando esquecer o dever que tinha sido treinada para cumprir como a filha de um mortal e um semideus. Aos dezessete anos, ela já aceitou completamente que é uma aberração para os padrões mortais...

e que ela nunca vai estar preparada para esse dever.

De acordo com a sua mãe, isso é uma coisa boa.

Mas, como todos os descendentes dos deuses sabem, o destino tem um jeito de sempre conseguir o que quer. Um terrível ataque força Alex a fugir de Miami e a tentar encontrar o caminho de volta para o lugar onde sua mãe a havia avisado para nunca voltar – o Covenant. Cada passo que a traz mais perto da segurança é mais um passo em direção à morte... porque ela está sendo caçada pelas mesmas criaturas que uma vez foi treinada para matar.

Os daimons encontraram-na.

   1 - Half Blood

Os Hematoi descendem da união de deuses e mortais, e os filhos de dois Hematoi puro-sangue têm poderes divinos. Filhos de Hematoi e mortais… bem, nem tanto. Meios-sangues só têm duas opções: tornar-se Sentinelas treinados que caçam e matam daimons ou tornar-se servos nas casas dos puros. Alexandria de dezessete anos prefere arriscar sua vida lutando do que esfregando resíduos de banheiros, mas ela pode acabar fazendo isso de qualquer maneira. Existem várias regras que os alunos do Covenant devem seguir. Alex tem problemas com todas elas, mas especialmente a Regra #1: Relações entre puros e meios-sangues são proibidas. Infelizmente, ela está se apaixonando pelo totalmente quente Aiden, que é um puro-sangue. Mas apaixonar-se por Aiden não é o seu maior problema - ficar viva tempo suficiente para se formar no Covenant e se tornar uma Sentinela é. Se ela falhar em seu dever, enfrentará um futuro pior que a morte ou a escravidão: ser transformada em um daimon, e ser caçada por Aiden. E isso seria uma droga.


   2 - Pure

Existe a necessidade. E depois existe o Destino... 

Estar destinada a se tornar algum tipo de tomada elétrica sobrenatural não é exatamente impressionante - especialmente quando a 'outra metade' de Alexandria está em todo o lado que ela vai. Seth está em sua sala de treinamento, fora das suas aulas, e continua a aparecer em seu quarto - isso não é legal. A conexão entre eles tem alguns benefícios, como afastar os pesadelos do confronto trágico com a mãe dela, mas não tem efeito sobre o que Alex sente pelo proibido Aiden puro-sangue. Ou sobre o que ele fará - e sacrificará - por ela. 

Quando daimons se infiltram nos Covenants e atacam estudantes, os deuses enviam fúrias - deuses menores determinados a erradicar qualquer ameaça aos Covenants e aos deuses, e isso inclui o Apollyon... e Alex. E se isso e hordas de monstros sugadores de éter não for ruim o suficiente, uma ameaça misteriosa parece disposta a qualquer coisa para neutralizar Seth, mesmo que isso signifique forçar Alex na servidão... ou matá-la. 

Quando os deuses estão envolvidos, algumas decisões nunca podem ser desfeitas.

   3 - Deity

A história está se repetindo, e as coisas não correram bem da última vez. Alexandria não tem certeza de que vai conseguir sobreviver até seu aniversário de dezoito anos – até o seu Despertar. Uma ordem fanática há muito esquecida está tentando matá-la, e se o Conselho alguma vez descobrir o que ela fez no Catskills, ela é um caso perdido... e Aiden também. Se isso não é ruim o suficiente, sempre que Alex e Seth passam tempo "treinando" - o que realmente é apenas a palavra de código de Seth para algum tempo de contato próximo e pessoal - ela acaba com outra marca de Apollyon, o que a traz um passo mais perto de Despertar antes do previsto. Ótimo. Mas à medida que o seu aniversário se aproxima, seu mundo inteiro quebra com uma revelação surpreendente e ela fica presa entre o amor e o destino. Um vai fazer de tudo para protegê-la. Um tem mentido para ela desde o início. Uma vez que os deuses se revelarem, libertando sua ira, vidas serão irrevogavelmente mudadas... e destruídas. Os que sobreviverem vão descobrir se o amor é realmente maior do que o destino...

   3,5 - Elixir



Alex apertou as barras de titânio afiadas por Hefesto e Apollo, os olhos cor de âmbar queimando com ódio. Mas aqueles olhos... eles não pertenciam a Alex. 

Os olhos de Alex eram quentes e marrons como um bom uísque. Eu memorizei os olhos a primeira vez que os vi naquele armazém em Atlanta. Esta era uma criatura completamente diferente. 

Quando nos mudámos para a casa segura no fundo da Apple River, Illinois, quase a perdemos. Nenhum de nós, inclusive eu, estava pronto para a exibição completa do seu poder. Se Apollo não tivesse intimado Hefesto - o único deus que poderia construir algo que pudesse resistir ao Apollyon - a criar um espaço para manter Alex, nós não teríamos sido capazes de controlá-la.



   4 - Apollyon

O destino não é algo com que se deva mexer... e agora, nem é Alex. Alex sempre temeu duas coisas: perder-se durante o Despertar e ser colocada no Elixir. Mas o amor sempre foi mais forte do que o destino e Aiden St. Delphi está disposto a fazer guerra aos deuses - e a própria Alex - para trazê-la de volta. Os deuses mataram milhares de pessoas e poderiam destruir cidades inteiras em sua missão de parar Seth de tomar o poder de Alex e se tornar o todo-poderoso Assassino de Deuses. Mas quebrar a ligação de Alex com Seth não é o único problema. Existem algumas pequenas falhas irritantes em toda a teoria do "um Apollyon não pode ser morto", e a única pessoa que pode saber como parar a destruição esteve morta durante séculos. Encontrar o seu caminho pelas barreiras que protegem o submundo, procurar uma alma entre os incontáveis milhões, e, em seguida, de alguma forma voltar vai ser difícil o suficiente. Alex pode ser capaz de evitar que Seth se torne o assassino de Deuses... ou ela pode tornar-se a assassina de Deuses ela própria.


   5 - Sentinel



As Sensações voltaram a meus pés primeiro e então a minhas pernas. As alfinetadas de agulhas, 

formigamentos correram sobre a minha pele, fazendo com que os meus dedos tremessem doçura do Néctar ainda revestido o interior da minha garganta. Meu corpo doía como se eu tivesse acabado de completar um triathlon e chegado em último morto. Ou como se eu tivesse o meu traseiro chutado e obtido remendado por um deus. Either / ou ... 

Movimento ao meu lado trouxe todo o lado do meu corpo mais perto de um calor forte, e eu pensei que eu tivesse ouvido meu nome ser chamado, mas parecia que estava do outro lado do mundo, a partir de mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTEM FRIENDS



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Seja Bem Vind@.
{Cena do filme Conquista Sangrenta, com Rutger Hauer e Jennifer J. Leigh}