quinta-feira, 16 de julho de 2015

LIFERS

   Sinopse


Depois de oito anos de prisão, aos 24 anos de idade Jordan Kane é o homem que todos adoram odiar. Forçado a voltar para sua cidade natal, em liberdade condicional, Jordan logo descobre que esta cidadezinha não mudou desde que foi levado para o reformatório há tantos anos atrás. Ele é o pária local, evitado por todos, incluindo seus próprios pais. Mas o ódio deles por ele não chega nem perto do ódio que sente cada vez que se olha no espelho. Trabalhando em biscates para a Reverenda, Jordan espera o tempo antes que ele possa deixar esta cidade para trás. Mas a distância pode apagar as lembranças que o assombram? Será que viver em outro estado, o libertará da prisão de sua mente? Será que a dor de viver sequer irá diminuir?

Torrey Delaney é nova na cidade e certamente não se comporta de uma maneira que os moradores acreditam que a filha de uma pastora deveria. Sua reputação de ficantes casuais e sexo sem sentido se espalha rapidamente pela cidade. E isso está acima de sua amizade com o ex-presidiário faz-tudo endurecido - a boa Reverenda está menos do que feliz com o caminho distante de sua filha. Como em forma de amizade, podem duas pessoas danificadas que estão com medo de amar, levar o seu relacionamento para o próximo nível? Pode Torrey viver com os demônios de Jordan e pode Jordan romper as paredes de Torrey? Com a desaprovação de uma cidadezinha pesando sobre eles, eles lutam para encontrar seu lugar no mundo. Eles podem lutar contra as probabilidades, ou será seu mundo violentamente abalado? O amor é uma prisão perpétua?

by Gabriela Oliveira

"Hoje vou falar de um livro que li faz um tempo, e sempre tive vontade de compartilhar minha opinião sobre ele. O livro conta a história do ex-presidiário Jordan Kane, e no decorrer da história ele se apaixona por Torrey Delaney...

Primeiramente, uma das emoções que mais senti lendo esse livro foi pena, fiquei com muita dó com o quanto ele era humilhado e odiado pelas pessoas, confesso que até cheguei a chorar, por que o julgamento delas foram, na minha opinião, muito cruéis, e ele teve que aguentar calado, pois concordava com tudo que falavam dele e achava que merecia.

Mas entra em cena a filha da Reverenda, uma mulher que gosta muito de relacionamentos casuais, e é mal vista por ser filha da Reverenda, e também é muito criticada por apoiar o ex -presidiário.

Mas ela não se abate, é até durona, para mim a pessoa mais importante e que apoia muito o amigo Jordan, mas ele por trabalhar para a mãe de Torrey , começa a conviver com a "mocinha", a convivência se desencadeia em uma atração, e eles acabam se envolvendo, mas ela quer um relacionamento casual, e de início ele aceita. Jordan tem uma dor muito grande por ter perdido o irmão e a culpa que carrega é enorme, o relacionamento dos dois ajuda muito ele a superar todos esses problemas e me arrisco a dizer que foi uma das melhores histórias de amor que já li .

Os pais dele são pessoas que fiquei com muita raiva, pois eles poderiam ajudar o filho a superar tudo, mas eles só soubem julgar e maltrata-lo. Para finalizar, esse livro se tornou um dos melhores que já li, por que não só fala de amor, sexo, atração, como é a moda hoje, mas sim de assuntos familiares que deveriam ser tratados de formas diferentes, entre o filho e os pais que duvidam do amor que sente pelo filho. É uma história muito contagiante, a paixão do Jordan pela Torrey é tão intensa e linda de se ver, e como alguns livros, é ótimo ver como a Torrey descobre que ela é apaixonada por ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTEM FRIENDS

Seja Bem Vind@.
{Cena do filme Conquista Sangrenta, com Rutger Hauer e Jennifer J. Leigh}