quinta-feira, 20 de outubro de 2016

DUOLOGIA JOY

   1 - Remembering Joy

Um erro pode destruir sonhos e irrevogavelmente moldar o futuro. Alexis sabe isso de primeira. Mesmo que sua memória daquele dia fosse nebulosa, ela passou dez anos tentando colocá-la para atrás e se concentrar no futuro.

Armada com o conhecimento de que sua carreira será seu único legado, Alexis trabalha dia e noite para provar que ela é mais do que apenas seu sobrenome. Não que ela não tenha tempo para o amor, mas não tem mais coração para isso. Afinal, não há nenhum ponto em começar algo que você não pode terminar.

Adam é sombrio e estranhamente encantador. O estudante de cinema é a distração perfeita para a vida mundana que ela criou para si mesma. Infelizmente, a memória de Adam não é nebulosa... em nada. E, o que ela não se lembra, ele não pode esquecer. 



   2 - Finding Joy

O amor é paciente... Isso pode acontecer quando você menos espera, onde você menos espera, com quem você menos espera.

O amor é amável... Mas o amor não pode crescer fora de bondade. Pode acontecer com a pessoa que te odeia mais porque o amor não conhece limites. E ele não mantem nenhum registro dos erros. o amor não guardar rancor. O amor perdoa. Amor esquece.

Mas quando a cura do seu coração, quebra os corações daqueles que você ama, pode parecer impossível... Encontrar Alegria.

NOTA - Encontrando Joy não é independente e sim o segundo dessa duologia e continua imediatamente de onde o primeiro livro acabou. Se ainda não leu Remembering Joy, por favor, leia-o em primeiro lugar. Antes que possa chegar a Adam, Alexis e um final perfeito, deve-se começar com o seu menos do que perfeito começo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTEM FRIENDS

Seja Bem Vind@.
{Cena do filme Conquista Sangrenta, com Rutger Hauer e Jennifer J. Leigh}