quinta-feira, 25 de maio de 2017

INDIAS BRANCAS

   1 - Índias Brancas

Esta é uma história de índios, ataques e mulheres cativas. Mas também de brancos desejosos de estender a chamada «civilização» ao longo e largo país. De uma família que guarda zelosamente segredos que irrompem com força nos momentos mais inesperados. De uma sociedade pacata que não perdoa aos que ousam transgredir suas normas. E de pessoas, poucas, que se animam a tomar o caminho de seus desejos mais profundos. Índias Brancas é, sobre tudo, a história de um amor que não conhece limites.
Em 1870, Laura Escalante, uma mulher de linhagem irrepreensível, comete um grave erro: apaixonar-se por um índio, o ranquel Nahueltruz Guor. No longínquo sul de Córdoba, perto do país dos Ranculches, o amor que se professam encontra seu lugar. Mas não por muito tempo. Um sem-fim de forças antagônicas se oporá a esta relação: a Igreja, a família de Laura, seu eterno pretendente, o próprio mundo. Laura sabe que o desafio é enorme, mas guiada pela lembrança de sua tia Blanca Montes (cativa do cacique Mariano Rosas) lutará por converter-se em outra « Índia Branca».

   2 - Índias Brancas







Em 1879, Buenos Aires vive seu momento mais conturbado. Roca prepara a campanha para o deserto a fim de concorrer à presidência da Nação. Laura Escalante, mulher de destaque da vida cultural e política de sua cidade nunca esqueceu o índio Nahueltruz Guor, convertido no excêntrico Lorenzo Dionisio Rosas, volta a sua terra depois de seis anos para vingar-se de quem o traiu e quebrou seu coração. Este encontro irá perturbar a ambos. Eles nunca mais serão os mesmos


Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTEM FRIENDS



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Seja Bem Vind@.
{Cena do filme Conquista Sangrenta, com Rutger Hauer e Jennifer J. Leigh}