quarta-feira, 20 de julho de 2016

SÉRIE EMPATHY

   livro 1- Empathy



Blake:

Eu sou um irmão
Eu sou um detetive da polícia
Eu sou um matador de aluguel
Eu não quero amar
Eu não quero sentir

Eu não quero... EMPATIA. Dizem que algumas pessoas nascem com a diminuição da atividade no lobo frontal causando-lhes uma deficiência na empatia. Talvez seja verdade sobre mim, mas se eu nasci assim ou criado em um momento de maldade, a empatia era algo que eu não possuía, até que seus olhos verdes encontraram os meus no espelho e eu não poderia tirar a vida dela. Eu não queria sentir, não quero essa mulher na minha vida complicada como eu vivia, mas ela estava lá em cada turno. Enviada para me assombrar pelos meus pecados. Sua luz tão brilhante que provocava uma sombra a partir de todos que ela tocou. Quando uma tarefa se torna ruim rapidamente alterando minha vida para sempre eu sou forçado a sentir. Quando nada está fazendo sentido, eu sou forçado a enfrentar verdades que eu nunca iria me recuperar. Quando a vida se afoga em sua crueldade você não sabe o caminho que a corrente irá arrastá-lo ou quem você vai se tornar uma vez que você voltar a superfície.

Melody:

Eu era uma filha.
Eu era um estudante
Eu era uma vítima
Eu tinha o seu amor?
Eu tinha que fazer com que ele sentisse?
Será que eu tenho sua empatia?
Quando as ações de um assassino desalmado força a tristeza em minhas veias, eu jamais sonharia que o homem que ia curar minhas feridas seria o único a deixar a pior cicatriz. Seu amor seria uma cicatriz na minha alma. As cicatrizes são permanentes. Eu nunca vou sentir o alívio a partir deles. Vou aprender a viver com eles, recordar porque eu os tenho e aprendi a nunca deixá-lo perto o suficiente para causar mais? Será que eu, eventualmente, os cobri... como tatuagens revestindo-os com novas memórias, um novo amor e novo começo? Eu não conhecia essas respostas porque a dor era muito sufocante, a única coisa que eu sabia era que eles estarão sempre sob a persistente superfície. Ele tinha cicatrizes também, de seus pecados.
Não há nada que pode cobri-los, eles eram muitos profundos, muito feios, muito escuros e nos marcaram ambos para sempre.
Aviso: este livro vai mexer com a sua mente. Ele é um muito escuro, sexy e um torcido romance. Somente para maiores de 18 anos


NOTA do GT: É uma série com 4 livros, sendo que, os dois últimos livros finais são contos pequenos de poucas páginas, mas os contos tem uma ligação com o segundo livro dessa série, portanto, são com os mesmos personagens , já o primeiro livro que estou lançando agora tem começo meio e fim. O s dois contos ainda estão em revisão o segundo será lançado ainda esse mês. O LIVRO É DARK, DARK.

   livro 2- Desolate

Eu era um filho,

Um amigo,

Um irmão,

Um psicopata.

Dezoito anos estando em uma ala psique. Eu fui lançado para o mundo. As coisas mudaram. Blake é casado com Melody e é um pai para minha nova fixação, Cereus. Minha linda sobrinha que nada sabe da minha existência. Quando consequências de pecados passados começam a jogar truques sobre mim, há demanda de desejos antigos para serem satisfeitos.

Não há cura para o meu tipo de doença.

Estou vazio de tudo, mas obsessivo.

Eu não posso amar. Eu não posso sentir. Estou desolado.

   livro 2,5 - Vacant

Ryan

Quando duas almas das trevas se conectam o empate é muito dominante para ignorar a obsessão de possuir a única cor para alegrar meu mundo escuro e muito inflexível para não obedecer. Deixei-a sozinha para que ela pudesse viver uma vida normal, mas eu era fraco, como ela pode viver uma vida normal depois que tanto caos sinistro invadiu seu mundo, chamando sua própria escuridão para a superfície?

O diabo depravado que eu tinha agora uma âncora, alguém para se aventurar no abismo negro. Normal não era um caminho já definido para Cereus.

Ela era filha de seu pai, mas minha alma gêmea, mesmo que eu nunca disputasse possuir uma.

Ela estava lutando sem mim em sua vida, a dor vaga dentro de sua fuga para fora. Eu não posso ir com ela, a necessidade é muito forte e como todos os meus desejos eu abracei isso.

   livro 3 - Deadly




Normal não é algo que Ryan e Cereus já tenham

sido, onde está a diversão em ser normal?

Quando os sonhos de Cereus a seguem nas horas

acordada, ela tem de decidir, talvez Ryan não

seja o único monstro em sua loucura.

Que ela mesma ... pode ser tão mortal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTEM FRIENDS



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Seja Bem Vind@.
{Cena do filme Conquista Sangrenta, com Rutger Hauer e Jennifer J. Leigh}